CLAM - Principal  
EM DESTAQUE | artigos e resenhas | violência de gênero
Sonia Correa e José Eustáquio Alves  
Publicada em: 15/09/2010

Violência letal e gênero: decifrando números obscenos?


No Brasil, os homicídios matam muito mais homens que mulheres. Em artigo, Sonia Correa (ABIA/SPW) e José Eustáquio Alves (IBGE) apontam o sistema sexo-gênero como um dos fatores estruturais da violência letal e afirmam ser preciso deixar para trás a equação simples, segundo a qual gênero é sinônimo de mulher e os homens apenas matam mulheres, não se matam entre si.
   
Elio Gaspari  
Publicada em: 15/07/2010

A "conjunção carnal" do delegado de SC


Reapareceu a teoria segundo a qual não existe estupro, existem mulheres mal comportadas. Artigo do jornalista Elio Gaspari, na Folha de São Paulo (11/07/2010).

   
Sergio Carrara  
Publicada em: 07/07/2010

Alexandre, alexandres


Para o antropólogo Sergio Carrara, crimes como o recente assassinato de um adolescente, supostamente morto por jovens vinculados a grupos de ideologia homofóbica, são uma "manifestação radical do preconceito ainda mantido por parte significativa da população brasileira", afirma em artigo de opinião na Folha de São Paulo.
   
 
Publicada em: 12/11/2008

O seqüestro de Santo André: questão pública e de gênero


O seqüestro que vitimou duas jovens amigas, motivado pelo inconformismo de um ex-namorado com a separação e que resultou na morte daquela que seria o seu “objeto de amor”, voltou a pautar na imprensa a questão da violência contra as mulheres. Mais do que isso, o caso coloca em debate as dificuldades do Estado, representado pela instituição policial, e da sociedade brasileira em geral, para tratar como crime e como questão de segurança pública aquelas situações de violência envolvendo homens e mulheres que mantiveram ou mantêm relações amorosas e quaisquer outras de intimidade afetiva. Além da tragédia que marcou o episódio, estiveram em cena as dificuldades das nossas instituições para operar de acordo com normas e valores universais.
   
 
Publicada em: 12/11/2008

Eloá – A Morte Anunciada


A tragédia anunciada se transformou numa briga pela audiência da imprensa televisiva e escrita, em que em nenhum momento, ao longo da sensacionalista cobertura do “caso Eloá” a imprensa classificou como mais um caso de Violência contra as Mulheres.
   
BELAUSTEGUIGOITIA, Marisa  
Publicada em: 27/11/2007

Aciertos y errores de uma ley necesaria.


Em seu artigo Aciertos y errores de una ley necesaria, Marisa Belausteguigoitia, diretora do Programa Universitário de Estudos de Gênero da UNAM, analisa os alcances da Lei Geral de Acesso das Mulheres a uma Vida Livre de Violência. (Texto em espanhol)
   
Rede de Homens pela Equidade de Gênero (RHEG)  
Publicada em: 06/11/2007

Carta aberta de repúdio às declarações de juiz machista sobre a lei Maria da Penha


Os homens e mulheres que integram a Rede de Homens pela Equidade de Gênero (RHEG), responsável no Brasil pela Campanha Brasileira do Laço Branco (Homens pelo fim da violência contra a mulher) manifesta publicamente seu total repúdio à decisão do juiz Edilson Rumbelsperger Rodrigues, que tem rejeitado, em Sete Lagoas, Minas Gerais, pedidos de medidas contra homens que agrediram e ameaçaram suas companheiras, baseando-se no argumento de que a Lei Nº 11.304/06 (mais conhecida como Lei Maria da Penha) seria inconstitucional. Mais absurdas são as justificativas utilizadas para tal decisão, em franca oposição aos princípios do Estado Democrático de Direito e aos princípios da equidade de gênero.
   
LOREA, Roberto Arriada  
Publicada em: 07/03/2005

Violação de direitos


Roberto Arriada Lorea. Ao anunciar a edição de norma administrativa que dispensa a mulher, cuja gravidez resultou de estupro, de procedimento burocrático junto à delegacia de polícia, para que possa a mesma se submeter a um aborto seguro, o Ministério da Saúde estará apenas revogando uma exigência, igualmente administrativa, imposta desde 1998 às vítimas de estupro, sem que para esse procedimento burocrático houvesse previsão legal ou decisão judicial autorizadora.
   
Página 1 de 1
  • 1

voltar




IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Tel.: (21) 2568-0599