tamanho de fonte:
Pesquisa básica



Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM/PR)

 

Marcas da diferença da propaganda brasileira

O imaginário da sexualidade é o chamariz para que uma propaganda se destaque na profusão de anúncios publicitários. A sexualização dos produtos, de forma ambivalente, ora reitera, ora desafia normas vigentes. A partir dessa ambivalência, esta tese propõe uma reflexão sobre como a publicidade, ao evocar as diferenças de sexo, de gênero, de raça e de práticas sexuais, reforça concepções percebidas como tradicionais, mas também sugere deslocamentos significativos. Para além de promover o consumo, a justaposição dessas diferenças nas marcas da propaganda no Brasil informa condutas, procedimentos que, através da valorização, distingue categorias de pessoas a partir de uma norma presumida (muitas vezes não explicitada), ao mesmo tempo, essas condutas informam um modo de ser nacional. Nesse sentido, ao circunscrever as práticas sociais na promoção do consumo, reflito como a publicidade delineia construções de gênero, de sexualidade, de raça e de nacionalidade, oferecendo uma certa particularidade para o Brasil. (AU)

Informações de Categorização

Assunto(s): Gênero; Identidade de gênero; Identidade racial; Propaganda;
Autor(es):

  • Beleli, Iara()
Instituição de Defesa: UNICAMP;
Editora: UNICAMP;
Local: São Paulo (SP)
Tipo de Publicação: Tese;
Titulação Acadêmica: Doutorado;

Informações da Publicação

Link/URL: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000373844&opt=4
Ano da Publicação: 2005
Colação: 176f
Notas:

Orientador: Maria Lygia Quartim de Moraes
Disponível para download na Biblioteca Digital UNICAMP - http://www.bibliotecadigital.unicamp.br
Acesso em: 19 jul. 2012.

 


Informações Adicionais

Arquivo Anexado: 1469_1531_BeleliIara.pdf

IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Tel.: (21) 2568-0599