tamanho de fonte:
Pesquisa básica



Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM/PR)

 

Raça, gênero, classe e estupro: exclusões e violências nas relações entre nativos e turistas em Florianópolis

Este trabalho apresenta o caso de Jairo. Nascido em Florianópolis, negro, filho de uma empregada doméstica, Jairo testemunha, em sua história de vida, a exclusão econômica, social e racial: na infância, abandona a escola na quarta série sem ter sido alfabetizado; na adolescência, trabalhando na construção civil e biscates, não se adapta ao mundo do trabalho e, aos poucos, se inicia nas contravenções e pequenos crimes (uso de drogas, pequenos furtos). Aos 19 anos é preso (espancado), julgado e condenado a 17 anos de prisão por haver espancado, roubado e estuprado uma turista (branca, classe média) entre as dunas próximas à sua casa quando esta voltava da praia. Mesmo considerando–se o caso como exemplar das mais bárbaras formas de violência contra a mulher, as quais se pretende combater, a abordagem deste trabalho está focada em outra questão. Esse caso dá visibilidade a uma determinada dimensão das relações entre nativos e estrangeiros no cenário paradisíaco das praias de Florianópolis: a dimensão violenta dessas relações — para as quais concorrem (em certos casos, cumulam) os aspectos raça, cultura, classe e gênero.
 

Informações de Categorização

Assunto(s): Classes sociais; Cultura; Estupro; Gênero; Raça; Violência; Violência contra a mulher;
Autor(es):

  • Motta, Flávia de Mattos()
Editora: UERJ;
Local: Rio de Janeiro (RJ)
Tipo de Publicação: Periódico;

Informações da Publicação

Link/URL: http://www.scielo.br/pdf/physis/v16n1/v16n1a03.pdf
Ano da Publicação: 2006
Nome do Periódico: Physis: Revista de Saúde Coletiva
Número do Periódico: 1
Volume: 16
Colação: p.29-44
Notas:

Acesso em: 17 set. 2007.


Informações Adicionais

IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Tel.: (21) 2568-0599