tamanho de fonte:
Pesquisa básica



Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM/PR)

 

Divisão sexual do trabalho:

a separação da produção do espaço reprodutivo da família

Este ensaio tem como objetivo central analisar a divisão sexual do trabalho em torno da dissociação do trabalho produtivo do espaço da reprodução familiar, ocorrida no processo de instalação e desenvolvimento do capitalismo no Brasil, particularmente com base em reflexões sobre o contexto histórico de finais do século XIX até meados do século XX. Nossa intenção é descaracterizar análises acerca da ideologia naturalista que legitima princípios de separação entre trabalhos de homens e trabalhos de mulheres. Para tanto, tratamos de explicar essa dissociação a partir de transformações na família como base produtiva, bem como da relação entre produção e reprodução na unidade rural (tradicional). Procuramos também relatar como ocorreram algumas transformações nas práticas de família tradicional, mediante a separação entre as atividades produtivas e o dia a dia do lar, o que contribuiu para a gênese da sociedade urbanoindustrial, em face de uma consonância entre as unidades tradicionais com as unidades modernas de produção (AU)

Informações de Categorização

Assunto(s): Brasil; Divisão sexual do trabalho; Família;
Autor(es):

  • Alves, Ana Elizabeth Santos(Autor)
Editora: FIOCRUZ;
Local: Outro (ND)
Tipo de Publicação: Artigo de periódico;

Informações da Publicação

Link/URL: http://www.scielo.br/pdf/tes/v11n2/a02v11n2.pdf
Código/ISBN/ISSN: 1981-7746
Ano da Publicação: 2013
Nome do Periódico: Trabalho, Educação e Saúde
Número do Periódico: 2
Volume: 11
Colação: p.271-289
Notas:

Disponível no site do SCIELO - http://www.scielo.br
Acesso em: 17 out. 2013


Informações Adicionais

IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Tel.: (21) 2568-0599