tamanho de fonte:
Pesquisa básica



Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM/PR)

 

Novos roteiros intrapsíquicos versus permanências culturais:

possíveis limites de uma sexualidade informada

Objetivou-se analisar os sentidos atribuídos por homens jovens à sexualidade masculina e a suas práticas sexuais, visando compreender eventuais dificuldades em aderir a práticas preventivas em relação à Aids. Ancorada na teoria dos roteiros sexuais e no conceito de habitus, foi realizada uma análise de enunciação sobre um acervo de 42 narrativas, provenientes de suas subamostras de jovens diferenciados em relação à escolaridade e estrato socioeconômico. Dois conflitos parecem influenciar de modo determinante as práticas sexuais preventivas dos participantes. De um lado, elementos cognitivos de uma "sexualidade informada" se opõem à dimensão do prazer relacionado às práticas sexuais. De outro lado, tais elementos informativos se contrapõem aos componentes psicoculturais mais estáveis relacionados ao habitus masculino. A base empírica sobre a qual se trabalhou permite um aprofundamento da compreensão das nítidas limitações de efetividade das iniciativas de prevenção em saúde baseadas em informações sobre práticas sexuais de risco (AU)

Informações de Categorização

Assunto(s): Gênero; Identidade de gênero; Pesquisa qualitativa; Saúde; Sexualidade;
Autor(es):

  • Fontanella, Bruno Jose Barcellos(Autor)
  • Gomes, Romeu(Autor)
Editora: UERJ;
Local: Rio de Janeiro (RJ)
Tipo de Publicação: Artigo de periódico;

Informações da Publicação

Link/URL: http://www.scielo.br/pdf/physis/v22n3/16.pdf
Código/ISBN/ISSN: 0103-7331
Ano da Publicação: 2012
Nome do Periódico: Physis: Revista de Saúde Coletiva
Número do Periódico: 3
Volume: 22
Colação: p.1139-158
Notas:

Disponível no site do SCIELO - http://www.scielo.br
Acesso em: 12 dez. 2013

 


Informações Adicionais

IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Tel.: (21) 2568-0599