tamanho de fonte:
Pesquisa básica



Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM/PR)

 

O corpo fazendo a diferença

Este artigo apresenta uma análise comparativa dos livros Making Sex de Thomas Laqueur e The Woman in the Body de Emily Martin. Enquanto o primeiro se debruça sobre a trajetória de elaboração da distinção entre os sexos tal como a concebemos contemporaneamente, a segunda focaliza o corpo feminino visto a partir da ginecologia e da obstetrícia. O objetivo é mostrar como o corpo assume lugares distintos nas elaborações teórico-metodológicas dos dois autores, o que se reflete na construção de perspectivas mais ou menos reducionistas ou com maior ou menor capacidade explicativa. De um lado, uma concepção que leva em conta a historicidade do corpo e a pluricausalidade no processo da distinção entre os sexos; de outro, o corpo como substrato fundamental capaz de determinar uma experiência particular das mulheres.



Este artigo apresenta uma análise comparativa dos livros Making Sex de Thomas Laqueur e The Woman in the Body de Emily Martin. Enquanto o primeiro se debruça sobre a trajetória de elaboração da distinção entre os sexos tal como a concebemos contemporaneamente, a segunda focaliza o corpo feminino visto a partir da ginecologia e da obstetrícia. O objetivo é mostrar como o corpo assume lugares distintos nas elaborações teórico-metodológicas dos dois autores, o que se reflete na construção de perspectivas mais ou menos reducionistas ou com maior ou menor capacidade explicativa. De um lado, uma concepção que leva em conta a historicidade do corpo e a pluricausalidade no processo da distinção entre os sexos; de outro, o corpo como substrato fundamental capaz de determinar uma experiência particular das mulheres.
 


Este artigo apresenta uma análise comparativa dos livros Making Sex de Thomas Laqueur e The Woman in the Body de Emily Martin. Enquanto o primeiro se debruça sobre a trajetória de elaboração da distinção entre os sexos tal como a concebemos contemporaneamente, a segunda focaliza o corpo feminino visto a partir da ginecologia e da obstetrícia. O objetivo é mostrar como o corpo assume lugares distintos nas elaborações teórico-metodológicas dos dois autores, o que se reflete na construção de perspectivas mais ou menos reducionistas ou com maior ou menor capacidade explicativa. De um lado, uma concepção que leva em conta a historicidade do corpo e a pluricausalidade no processo da distinção entre os sexos; de outro, o corpo como substrato fundamental capaz de determinar uma experiência particular das mulheres.
 

 

 

Informações de Categorização

Assunto(s): Corpo; Diferença entre sexos; Medicina; Sexualidade;
Autor(es):

  • Rohden, Fabíola()
Local: Rio de Janeiro (RJ)
Tipo de Publicação: Periódico;

Informações da Publicação

Link/URL: http://www.scielo.br/pdf/mana/v4n2/2415.pdf
Código/ISBN/ISSN: 0104-9313
Ano da Publicação: 1998
Nome do Periódico: Revista Mana
Número do Periódico: 2
Volume: 4
Colação: p.127-141
Notas:

Artigo publicado no Portal Scielo - http://www.scielo.br
Acesso em: 12 jun. 2008.


Informações Adicionais

IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Tel.: (21) 2568-0599