tamanho de fonte:
Pesquisa básica



Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM/PR)

 

Ação afirmativa e a rediscussão do mito da democracia racial no Brasil.

O texto discute o significado das propostas de ação afirmativa no contexto brasileiro de relações raciais, marcado pela popularização da crença tanto no mito da democracia racial quanto no ideal de embranquecimento. Como conseqüência prática dessas duas crenças, tem-se, por um lado, a dificuldade de uma autoclassificação positiva e, por outro, uma alterclassificação negativa de quem é negro no Brasil. Utilizando entrevistas com militantes negros, chegamos à conclusão de que as referidas propostas procuram - além de minimizar as desigualdades raciais - redefinir o modelo brasileiro de relações raciais a partir de uma revalorização da identidade negra. Para que esse desiderato seja cumprido, requer-se o desenvolvimento do sentimento de pertencimento a um grupo racial, assim como um auto e alter reconhecimento positivo de quem é negro no Brasil. A partir daí, seriam construídas condições para se rediscutir, quiçá superar, o mito da democracia racial (AU)

Informações de Categorização

Assunto(s): Ação afirmativa; Brasil; Democracia; Desigualdades raciais; Identidade racial; Movimentos sociais; Negros(as);
Autor(es):

  • Bernardino, Joaze()
Editora: UCAM;
Local: Rio de Janeiro (RJ)
Tipo de Publicação: Artigo de periódico;

Informações da Publicação

Link/URL: http://www.scielo.br/pdf/eaa/v24n2/a02v24n2
Código/ISBN/ISSN: 0101-546X
Ano da Publicação: 2002
Nome do Periódico: Estudos Afro-Asiáticos
Número do Periódico: 2
Volume: 24
Colação: p.247-273
Notas:

Disponível no site do SCIELO - http://www.sicelo.br
Acesso  em: 06 Abr. 2010
Acesso revisto em: 15 set. 2014


Informações Adicionais

Arquivo Anexado: 605_1915_bernardino.pdf

IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Tel.: (21) 2568-0599