CLAM - Principal  

TAGs

Traduzir

EM DESTAQUE | notícias CLAM
 
Brasil

LGBTI+, desafios e cidadania em tempos de pandemia

Em webinário promovido pela Associação Brasileira de Antropologia foram debatidas duas pesquisas sobre políticas que afetam o bem-estar e os direitos das pessoas LGBTI+ atualmente no Brasil. As investigações, sobre condições de vida de LGBTI+ durante a pandemia e sobre barreiras para o reconhecimento institucional da criminalização da LGBTIfobia foram realizadas, respectivamente, pelo Instituto Matizes e pela organização #Vote LGBT.

Acesse o relatório DIAGNÓSTICO. Desafios da comunidade LGBT+ no 2021, contexto de continuidade do isolamento social em enfrentamento à pandemia de Coronavírus

Acesse o relatório LGBTIfobia no Brasil: barreiras para o reconhecimento institucional da criminalização

Os achados das pesquisas foram apresentados por Samuel Silva (UFMG), da #Vote LGBT, e por Lucas Bulgaretlli (OAB/USP) do Matizes. Participaram como debatedoras/as a ativista Amanda Palha (Amotrans/Antra), xs antropólogxs Roberto Marques (URCA e UECE) e Silvia Aguião (CLAM/UERJ e AfroCebrap), o sociólogo Luiz Mello (Ser-Tão/UFG) e a pesquisadora e ativista internacional Gloria Careaga (UNAM/México). Mediaram a discussão Regina Facchini (PAGU/UNICAMP) e Sérgio Carrara (CLAM/IMS/UERJ), que junto com Carolina Parreiras (PPGAS/Unicamp) organizaram o evento. O webinário foi desenvolvido pelo Comitê Gênero e Sexualidade da ABA, em parceria com o Projeto Gênero & Desigualdades (Pagu/Unicamp e Numas/USP), o CLAM/IMS/UERJ e o Ser-tão/UFG.

Assista o webinário LGBTI+, desafios e cidadania em tempos de pandemia na TV ABA

Texto de apresentação do webinário

Nas últimas décadas, os “direitos sexuais” converteram-se no centro de uma intrincada arena de disputas. A virada para os anos 2020 foi marcada pela articulação entre pautas ultraliberais e mobilização de pânicos morais em torno da categoria “gênero”, geralmente tomada como sinônimo de diversidade sexual e de gênero. Tal cenário agudiza o crescimento dos níveis de violência contra LGBTI+ e transforma o perfil de casos de discriminação e agressões, que passam a ocorrer cada vez mais no âmbito das relações interpessoais - na família, locais de estudo, trabalho e exercício religioso. Concomitantemente, se dá o acirramento do processo de desdemocratização, de destruição de políticas sociais, e de restrições orçamentárias e técnicas que constituem sérios ataques à ciência e tecnologia, além do aumento da pobreza e da desigualdade na sociedade brasileira. Neste processo, também vemos se efetivam políticas antigênero e LGBTI+. A crise sanitária associada à pandemia do COVID-19 agrava e é agravada pelo quadro político e econômico. Nesse contexto de precariedade acrescida, diagnósticos sobre a situação de LGBTI+ tornam-se fundamentais para acompanhar e documentar mudanças constantes e possíveis pioras nas condições de vida. Neste webinário cientistas socias e ativistas se reúnem para adensar a reflexão a partir desses diagnósticos e de suas pesquisas e de experiências em âmbito local e para uma contextualização no âmbito regional na América-Latina. O objetivo é informar e subsidiar pesquisas e ações em defesa dos direitos fundamentais de LGBTI+.


 

Publicada em: 06/07/2021



IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil