CLAM - Principal  

TAGs

Traducir

DESTACADOS | en los medios
 
Brasil

Direito de decidir - As novas senhoras católicas derrubam dogmas e levantam bandeiras como aborto e sexo seguro

As novas senhoras católicas têm um pé na esquerda e outro no feminismo. Derrubam dogmas e levantam bandeiras: a legalização do aborto, o uso de contraceptivos e o sexo por prazer

Na opinião das Católicas pelo Direito de Decidir (CDD), não existe conflito entre ser religiosa e exercer a sexualidade sem culpa. Essas 'novas senhoras católicas' são sociólogas, assistentes sociais, psicólogas e teólogas progressistas, envolvidas com a questão da sexualidade reprodutiva desde os anos 70, época das Comunidades Eclesiais de Base. Mais do que combater os dogmas da Igreja, elas querem conscientizar a população de que as decisões sobre planejamento familiar, opção sexual e uso de anticoncepcionais devem ser tomadas de acordo com a consciência, e não com o pároco. Identificadas com o movimento feminista e com a Teologia da Libertação, elas buscam nas Escrituras elementos que ajudem a mulher a se colocar em pé de igualdade com os homens. 'Ser cristão é viver a vida em plenitude, inclusive no que se refere à satisfação sexual', afirma Dulce Xavier, uma das fundadoras da organização não-governamental CDD, criada em 1993 como parte de uma rede de entidades latino-americanas pelos direitos das mulheres. 'Não há nada de errado em ser católica e ao mesmo tempo feminista, ou assumir a homossexualidade e continuar participando da Igreja', completa.

Leia mais.

Publicada em: 05/09/2005

volver




IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Tel.: (21) 2568-0599