CLAM - Principal  

TAGs

Traducir

DESTACADOS | en los medios
 
Brasil

Júri absolve biomédica acusada de fazer aborto na região de Jaboticabal, SP

SÃO PAULO - O júri absolveu, na tarde desta quinta-feira, a biomédica Aparecida Helena Gonçalves, de 43 anos, acusada de fazer aborto e ocultar o feto em 2003, na cidade de Taiaçu, no interior de São Paulo. O julgamento, que teve início por volta das 9h e terminou às 13h20m, aconteceu no Fórum de Jaboticabal, a 342 km de São Paulo.

Aparecida Helena, durante o julgamento, disse que praticou o aborto sob pressão e levada por problemas emocionais. Ela estava grávida de aproximadamente 24 semanas quando teria sido coagida a abortar por um namorado, no fim de outubro de 2003. Mãe de dois filhos, a biomédica havia acabado de se separar do marido quando teve um relacionamento com um outro rapaz, suposto pai da criança. A pedido dos filhos, Maria Helena estava disposta a reatar com o marido, mas o rapaz disse que não aceitaria que o filho fosse criado por outro homem.
Texto completo

Publicada em: 26/11/2009

volver




IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil