CLAM - Principal  

TAGs

Traduzir

EM DESTAQUE | na mídia
 
Brasil

O sucesso das fêmeas e do determinismo

A vertente feminista mais conhecida do público foi a que atingiu em cheio o domínio do sexo, ao apontar que as tecnologias das ciências biomédicas desempenharam um papel crucial na construção dos significados que atribuímos ao corpo, ao comportamento e à sexualidade humanos, dentre os quais a passividade sexual feminina. Atacou, ainda, o uso que os cientistas faziam de modelos animais (moscas de frutas, patos selvagens e chimpanzés) para explicar a sexualidade humana.

O que muita gente desconhece é que nesse mesmo contexto dos anos 60 – de desafio às imagens de domesticidade feminina e de grande apelo da política de liberação sexual – outro grupo de pesquisadoras, que definia seu trabalho como estritamente científico e sua identidade acadêmica como primatologistas, obteve grande êxito (acadêmico e de opinião pública) defendendo o determinismo biológico e o uso de modelos animais para apregoar a assertividade sexual das fêmeas.

Leia mais

Publicada em: 03/02/2005

voltar




IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil