CLAM - Principal  

TAGs

Traduzir

EM DESTAQUE | notícias CLAM
 
Brasil

Antropologia e Direitos Humanos

A questão da desigualdade na sociedade brasileira tem despertado reflexões críticas no campo da Antropologia. O tema tem sido abordado de diferentes ângulos, como o da discriminação contra variados segmentos da sociedade – negros, indígenas, mulheres, homossexuais e outros - e da intolerância, explicitada através de conflitos étnicos, de gênero e de classe. Este ano, o 4º Prêmio da Associação Brasileira de Antropologia (ABA), com o patrocínio da Fundação Ford, terá como tema “Antropologia e Direitos Humanos: direitos culturais, desigualdades e discriminações”. Os candidatos ao prêmio deverão enviar suas monografias até o dia 01 de maio de 2006. O prêmio será conferido na Assembléia Final da Reunião Brasileira de Antropologia, que será realizada na cidade de Goiânia, Brasil, no dia 14 de junho de 2006.

Segundo os organizadores, o tema foi escolhido em função da contribuição crítica e relativizadora que a Antropologia tem propiciado à questão dos direitos humanos, no sentido de questionar preconceitos e reconhecer direitos. Dando ênfase especifica às questões dos direitos culturais, das desigualdades e discriminações, a ABA e a Fundação Ford esperam que o concurso represente mais um incentivo para novas reflexões sobre o papel da antropologia no mundo contemporâneo. O objetivo das instituições é estimular, apoiar e divulgar trabalhos que versem sobre a contribuição da Antropologia para as várias áreas relativas à temática dos direitos humanos.

Poderão se inscrever, na categoria Doutorado, doutores ou doutorandos em Antropologia ou orientados por antropólogos sócios da ABA em outros programas de pós-graduação; na categoria Mestrado, mestres ou mestrandos em Antropologia ou orientados por antropólogos sócios da ABA em outros programas de pós-graduação; e na categoria Graduação, graduados ou graduandos em Ciências Sociais ou orientados por antropólogos sócios da ABA em outros cursos de graduação. No ato da inscrição, os candidatos(as) devem explicitar em que categoria estão concorrendo.

O prêmio será nos valores de R$ 5.000,00 (categoria Doutorado), R$ 3.000,00 (categoria Mestrado) e R$ 1.000,00 (categoria Graduação), e os trabalhos premiados serão publicados em livro editado pela Associação Brasileira de Antropologia. Os trabalhos devem ser inscritos sob o título: direitos culturais, desigualdades e discriminações, podendo ser análises etnográficas, estudos de caso e reflexões sobre direitos humanos na interface com os temas das desigualdades sociais, jurídicas, políticas; econômicas, cidadania; violências e conflitos; minorias e grupos socialmente vulneráveis (nacionais, étnicos, religiosos, sexuais, etários, comportamentais).

Além da ficha de inscrição (disponível em www.antropologias.com.br) e do ensaio (com no máximo 50 páginas de texto corrido, em Times New Roman, espaço 1,5, além das relativas aos anexos), deverá ser enviado ainda o Currículum Lattes atualizado na pagina do CNPq (não é preciso enviar cópia). As inscrições podem ser feitas através do e-mail abaford@ims.uerj.br ou pelo correio. Neste caso, o material deverá ser enviado diretamente à Presidência do Prêmio ABA/Ford: Professora Maria Luiza Heilborn/ Concurso ABA/FORD, Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rua São Francisco Xavier, 524, 6º andar, Bloco E, Rio de Janeiro – RJ, cep 20550-013.

ABA divulga diversos editais

O site da ABA (www.abant.org.br) publica, além do edital do IV Prêmio ABA/Ford de Antropologia e Direitos Humanos, os editais dos Prêmios Pierre Verger para ensaio fotográfico e para vídeo etnográfico (inscrições prorrogadas até 28 de abril de 2006), do Prêmio ABA/Ford para inovação no Ensino de Antropologia (inscrições até 01 de maio de 2006), e do Prêmio Claude Lévi-Strauss para Pesquisas de Graduação (inscrições até 15 de maio de 2006).

Publicada em: 11/04/2006

voltar




IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Tel.: (21) 2568-0599