CLAM - Principal  

TAGs

Traduzir

EM DESTAQUE | notícias CLAM
 
Peru

A IASSCS chega à América Latina

Pesquisadores(as), acadêmicos(as) e ativistas de todo o mundo se reunirão em Lima, Peru, entre os dias 27 e 29 de junho, para participar da 6ª Conferência da Associação Internacional para o Estudo da Sexualidade, Cultura e Sociedade (IASSCS). O tema principal desta edição – que leva o título “Prazeres Des/Organizados: Corpos, Direitos e Culturas em Transformação” – são os direitos sexuais nos novos contextos políticos e culturais da América Latina e do mundo.

Esta é a primeira vez que a Conferência será realizada na América Latina, convocada pelo Departamento de Sexualidade e Desenvolvimento Humano da Universidade Cayetano Heredia e pelo Centro Latino-americano em Sexualidade e Direitos Humanos (CLAM/IMS/UERJ). A Conferência anterior, realizada em 2005 em São Francisco (EUA), intitulada “Pânicos Morais e Direitos Sexuais”, centrou-se nas conseqüências do debate sobre sexualidade que deu lugar a leis reacionárias contra os direitos sexuais e reprodutivos. Na Conferência de Lima se discutirá o rol dos movimentos sexuais em um mundo em que os corpos, culturas e o conceito de “direitos” estão em constante transformação. A Conferência abordará o tema da diversidade sexual e a mudança sofrida pelo conceito de sexualidade hegemônica, para abrir-se à possibilidade da livre escolha do indivíduo de decidir sobre sua própria sexualidade.

São esperados 500 participantes de todo o mundo, dos quais 170 apresentarão exposições sobre diversos temas, organizados sob quatro grandes eixos temáticos: Corpo/prazer e bem-estar, Direitos Sexuais e Mobilização Social e Sexual, Culturas Sexuais e Globalização, Pobreza e Sexualidade, os quais estarão distribuídos em 42 painéis e 120 pôsteres. Vale destacar que tanto os trabalhos que serão apresentados como os pôsteres resultam de uma minuciosa seleção entre mais de 500 resumos que foram revisados de maneira anônima por um Comitê Internacional, que reuniu 40 avaliadores qualificados.

Estão confirmados participantes da África do Sul, Camarão, Quênia, Etiópia, Tanzânia, Uganda, Zâmbia, Ruanda, Estados Unidos, Canadá, Japão, Mongólia, Indonésia, Tailândia, Vietnam, China, Malásia, Índia, Filipinas, Líbano, Paquistão e mais de 300 assistentes da América Latina e do Caribe.

Entre os temas a serem discutidos, cabe mencionar o tráfico sexual, os direitos relativos à diversidade sexual, incesto, abuso sexual, o prazer como um direito humano e a pandemia do HIV/Aids.

As plenárias

As plenárias estarão a cargo de importantes experts em cada tema. Na quarta-feira, 27 de junho, o tema “Corpos, prazer e bem-estar” será apresentado por Juliet Richters (Austrália) com os comentários de Elsa Muñiz (México) e Radhika Ramasubban (Índia).

Na quinta-feira, 28, será a vez de “Revisitando os direitos sexuais, novas ferramentas conceituais”, na qual se apresentará Rosalind Petchesky (EUA) com comentários de Richmond Tiemoko (Nigéria) e Charles Klein (EUA).

Na sexta-feira, 29, “Culturas sexuais na América Latina” estará a cargo de Richard Parker (Brasil/USA), com comentários de Mara Viveros (Colômbia) e de Filomena Gregori (Brasil)

Por último, nesse mesmo dia, na plenária final sobre “Globalização, Sexualidade e Mercado” falará Mary Crewe (África do Sul), com comentários de Sofía Gruskin (EUA) e Alain Giami (França).

Por sua vez, o CLAM coordenará três mesas-redondas: Trajetórias em sexualidade, Construção dos direitos sexuais e reprodutivos e Medicina e cultura.

Claque aqui para ver a programação completa da Conferência.

Programa Cultural e apresentações

Paralelamente ao programa científico da Conferência, acontecerão exibições e apresentações de artistas da Índia, da Mongólia, da África do Sul, da Bolívia, do Chile, da Colômbia, do México e do Peru, nas quais mostrarão as mudanças na noção de estética relacionada à sexualidade.

Durante a Conferência, também será lançada a Campanha pela Convenção dos Direitos Sexuais e Reprodutivos, a qual propõe a união de esforços para que o sistema interamericano adote um mecanismo legal de garantias para o exercício dos direitos sexuais e dos direitos reprodutivos. A Campanha é coordenada pela advogada Roxana Vásquez, do Comitê da América Latina e do Caribe para a Defesa dos Direitos da Mulher (CLADEM).

Também serão apresentados “Os princípios de Yogyakarta sobre a Aplicação do Direito Internacional Humanitário em relação à Orientação Sexual e Identidade de Gênero” e o livro Women's sexualities and masculinities in a globalizing Asia, de Saskia Wieringa.

Esta sexta Conferência, a exemplo das cinco anteriores da IASSCS (Amsterdam 1997, Manchester 1999, Melbourne 2001, Johannesburg 2003 e São Francisco 2005), tem como objetivo promover a investigação de qualidade em torno da sexualidade nos países do sul, estimular jovens pesquisadores e fortalecer a capacitação em universidades e centros de pesquisa.

A Conferencia de Lima, co-organizada pela Universidade Cayetano Heredia (UPCH) e pelo CLAM, não somente será a primeira a ser realizada na América Latina como também a que espera reunir o maior número de assistentes na história da Associação, superando os 600 participantes. A próxima Conferência será realizada na Ásia.

Publicada em: 26/06/2007

voltar




IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Tel.: (21) 2568-0599