CLAM - Principal  

TAGs

Traduzir

EM DESTAQUE | notícias CLAM
 
Brasil

Políticas econômicas e direitos humanos são discutidos na Unctad

Além de assuntos ligados ao crescimento da economia mundial, a 11ª Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (Unctad), que está sendo realizada em São Paulo até sexta-feira, dia 18, incluiu em sua pauta de discussões temas como direitos humanos e promoção de políticas igualitárias. O Fórum da Sociedade Civil realizou painel enfocando a ampliação da discussão dos direitos humanos e da relação com gênero, etnia, orientação sexual e populações tradicionais, no contexto das políticas econômicas. Estiveram presentes as ministras Matilde Ribeiro, da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, e Nilcéia Freire, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, que falaram sobre os riscos das violações dos direitos humanos ligadas aos temas comerciais.

O Fórum da Sociedade Civil lançou manifesto pedindo, entre outras reivindicações, o monitoramento dos acordos comerciais internacionais com os compromissos com os direitos humanos, ambientais, de saúde pública, trabalhistas, de orientação sexual, de identidade e de gênero. Participaram também representantes de grupos ativistas, como a Associação Brasileira de gays, lésbicas e transgêneros (ABGLT).

A Unctad é um órgão da Organização das Nações Unidas (ONU), criado em 1964, que tem como objetivo acelerar o desenvolvimento e o crescimento econômico, particularmente nos países mais pobres. Em seu discurso de abertura da Conferência, o presidente Luis Inácio Lula da Silva afirmou que “a eliminação da fome, a redução da pobreza e a promoção do desenvolvimento sustentável devem ser uma preocupação de todos os países”. O secretário geral da ONU, Kofi Annan, presente ao evento, afirmou que “o mundo tem o que é preciso para melhorar os padrões de vida de todas as pessoas”.

Publicada em: 15/06/2004

voltar




IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Tel.: (21) 2568-0599