CLAM - Principal  

TAGs

Traduzir

EM DESTAQUE | notícias CLAM
 
Brasil

Mensagem às mulheres

“A concretização de políticas públicas igualitárias é o nosso compromisso e o nosso desafio”, disse a ministra Nilcéia Freire, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, em sua mensagem pelo Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março. No documento, a ministra enfatiza que ainda há muito a ser feito, como enfrentar preconceitos e estereótipos, eliminar desigualdades enraizadas no cotidiano, além de questionar antigas práticas na política, na gestão pública e na vida social.

Segundo ela, o lançamento do Plano Nacional de Políticas para as Mulheres sinaliza grandes mudanças. Através de um conjunto de 198 ações, o objetivo é atuar em 5 áreas estratégicas: autonomia, igualdade no mundo do trabalho e cidadania; educação inclusiva e não sexista; saúde das mulheres, direitos sexuais e direitos reprodutivos; enfrentamento à violência contra as mulheres; e finalmente gestão e monitoramento do Plano.

Ela observa, porém, que para o Plano dar certo é necessário um comprometimento dos estados, municípios, do Judiciário e do Legislativo. “A alteração de um cotidiano de desigualdades através da concretização das políticas públicas, apontadas no Plano Nacional de Políticas para as Mulheres, só será efetiva com o compromisso dos Estados e Municípios. Se o Judiciário e o Legislativo também se colocarem a responsabilidade desta mudança”, afirma Nilcéia.

Veja aqui a íntegra da mensagem da ministra Nilcéia Freire


Assembléia Legislativa do Rio homenageou mulheres

Dez mulheres receberam o diploma Mulher Cidadã, concedido anualmente pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) àquelas que se destacaram em suas atividades ao longo do ano. Presidida pela deputada Cida Diogo (PT), a Comissão concedeu o diploma a mulheres das mais diversas organizações e áreas de atuação, entre elas a freira Eliete Gomes Lavínia, fundadora do Sindicato das Trabalhadoras Domésticas e agente do Comitê de Combate à Fome e à Miséria, a militante feminista Hildete Pereira de Melo, e a escritora e militante indígena Eliane Potiguara, que trabalha pela integração e capacitação da mulher indígena no Brasil.

O evento aconteceu na terça-feira, 8 de março, às 14h, no Plenário da Assembléia Legislativa.

Veja abaixo quem foram as indicadas:

•Alejandra Rotania, coordenadora da Ong Ser Mulher, de Nova Friburgo
•Eliane Potiguara, escritora e militante indígena, trabalha pela integração e capacitação da mulher indígena no Breasil
•Eliette Marlause Gomes Lavinia, freira fundadora do Sindicato das Trabalhadoras Domésticas
•Hildete Pereira de Melo, professora da Faculdade de Economia da UFF
•Maria Conceição dos Santos, diretora da Casa da Mulher Bertha Lutz
•Maria Conceição da Trindade, Secretária Municipal de Educação de Niterói
•Maria Rita Taulois de Oliveira, coordenadora da área de educação do CEDIM
•Rosália Lemos, militante do movimento feminista e de mulheres negras, faz parte da Coordenação da Mulher da Prefeitura de Niterói
•Thelina Macedo, membro do Centro Latino-Americano dos Trabalhadores
•Tizuco Shiraiwa, médica indicada pela Redeh e por várias militantes do movimento feminista e conselheiras do CEDIM

Publicada em: 19/03/2005

voltar




IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Tel.: (21) 2568-0599