CLAM - Principal  

TAGs

Traduzir

EM DESTAQUE | ofertas acadêmicas
 
Brasil

ANPOCS abre inscrições

O período para inscrição de trabalhos nos Seminários Temáticos (STs) do 31º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (ANPOCS) vai de 19 de março a 16 de abril. Para participar dos STs, exige-se a titulação mínima de mestrando.

O seminário temático “Sexualidade e Ciências Sociais: Desafios Teóricos, Metodológicos e Políticos” tem como coordenadores os antropólogos Sérgio Carrara, coordenador do CLAM (IMS/UERJ), e Julio Assis Simões (USP).

O seminário “Parentalidades, amor e conjugalidades no Brasil contemporâneo”, coordenado por Miriam Piillar Grossi (UFSC) e Luiz Mello de Almeida Neto (UFG), conta com a participação da rede "Parceria civil, conjugalidades e homoparentalidades”, da qual o CLAM faz parte.

Veja abaixo os resumos dos dois STs:

Sexualidade e Ciências Sociais: Desafios Teóricos, Metodológicos e Políticos

Coordenadores: Júlio Assis Simões (USP), Sérgio Luís Carrara (UERJ)

O renovado interesse pela sexualidade nas ciências sociais brasileiras tem levado ao refinamento da pesquisa empírica e da reflexão teórica tanto no que se refere às corporalidades, subjetividades e expressões identitárias relativas a práticas afetivo-sexuais, quanto ao estatuto do erotismo, às formas de regulação moral da sexualidade e às implicações políticas e jurídicas da concepção de “direitos sexuais”. Esta proposta visa promover a discussão aprofundada desses diferentes recortes e preocupações, realçando a centralidade da temática para a comprensão de processos sociais mais amplos. Questões privilegiadas no debate são: sexualidade e marcadores sociais de diferença; possibilidades e limites das concepções de “identidades” e “culturas” sexuais; estilos de vida, consumo e mercado sexual; erotismo, pornografia, transgressão e violência; saberes, políticas sexuais e direitos humanos.

Parentalidades, amor e conjugalidades no Brasil contemporâneo

Coordenadores: Miriam Piillar Grossi (UFSC), Luiz Mello de Almeida Neto (UFG)

Esta proposta de ST objetiva ampliar os diálogos entre pesquisadores das temáticas de família e parentesco e os que estudam gênero e sexualidades nas ciências sociais brasileiras. Parte da constatação de que família, mulher e gênero foram temas pioneiros em GTs da ANPOCS , mas que uma série de novas articulações entre estes campos teóricos merece ser discutida à luz de questões contemporâneas, como o reconhecimento legal de diferentes tipos de filiação, a adoção por casais de pessoas do mesmo sexo, as variadas formas de conjugalidade (homossexual, em casas separadas, em países diferentes), assim como as mudanças na estrutura da família brasileira em diferentes classes sociais e regiões do país. Novos cenários afetivos e familiares se colocam como desafio a interpretações tradicionais nas ciências sociais e interpelam o senso comum e os formuladores e gestores de políticas públicas.

Veja a lista completa dos Seminários Temáticos e inscreva-se

Publicada em: 10/04/2007

voltar




IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil