CLAM - Principal  
PUBLICATIONS | books

Our books are published in Portuguese and Spanish.

Colección
SEXUALIDAD, GÉNERO Y SOCIEDAD
Sexualidad y Cultura [+]

Devir Puta


Neste livro, José Miguel segue com honestidade intelectual a trajetória de quatro lideranças da prostituição exercidas por mulheres, desde suas juventudes e acompanhando suas inserções na prostituição de rua no centro de Porto Alegre.

Trânsitos


O livro problematiza debates e desconstrói megaconceitos – entre os quais tráfico de seres humanos e prostituição – revelando-nos com sensibilidade como suas protagonistas ressignificam seu capital social e os estereótipos de brasilidade em contextos específicos, em prol de seus sonhos e estratégias familiares.

Gays, lésbicas, transgenders: o caminho do arco-íris na cultura norte-americana


A abordagem da sexualidade transgressora nos Estados Unidos é o tema que costura os ensaios deste livro. Partindo da análise de contos gays e lésbicos contemporâneos em que mapeia os temas mais constantes na literatura norte-americana, dá voz à resistência à opressão e contextualiza a luta contra a AIDS, Eliane Berutti discute questões dos queer studies. Além de focalizar pontos relevantes da teoria queer, também se preocupa em pensar em uma agenda desses estudos no Brasil: seria restrita a gays e lésbicas, incluiria outras minorias sexuais, teria como objetivo a formação de uma nova mentalidade social no século XXI?

Prazeres Dissidentes


Encuentros tabú, narrativas obscenas, juegos sexuales prohibidos, deseos periféricos y sociabilidades homoeróticas se reúnen en esta compilación –organizada por la antropóloga María Elvira Díaz-Benítez y por el sociólogo Carlos Fígari – la cual trae, en 20 artículos, reflexiones sobre temas como BDSM (práctica que incluye el sadomasoquismo), sexo bareback, pedofilia, incesto consentido, escatología, prostitución, travestilidades, strip-tease y pornografía, entre otros, interpretándolos más allá del rótulo de perversiones.

O Rei Momo e o Arco-Íris: Homossexualidade e Carnaval no Rio de Janeiro


Carnaval, homossexualidade e Aids são os temas que Fabiano Gontijo aborda neste instigante trabalho. Sem perder a graça, a paixão e o rigor que tais temas demandam, Fabiano convida o leitor a uma viagem pelo Carnaval carioca e pelas homossexualidades que nele habitaram ao longo da História.

Homossexualidade e adoção


Além de objeto de investigações acadêmicas, o tema da adoção e da parentalidade de gays, lésbicas e travestis tornou-se, nos últimos anos, objeto de debate e reflexão de toda a sociedade brasileira. O livro “Homossexualidade e adoção”, da psicóloga social Anna Paula Uziel, fruto de sua tese de doutorado defendida na Unicamp em 2002, revela que o reconhecimento dos direitos de gays, lésbicas, travestis e transgêneros no Brasil parece se realizar no campo do Judiciário, campo aparentemente bem mais avançado em suas concepções de família, reprodução, afeto e sexualidade.

Conjugalidades, parentalidades e identidades lésbicas, gays e travestis


A conjugalidade e a parentalidade de gays, lésbicas e travestis tem sido um tema discutido nos últimos anos em vários países do mundo, incluindo o Brasil. A coletânea “Conjugalidades, parentalidades e identidades lésbicas, gays e travestis” (CLAM/Editora Garamond) reúne artigos que apresentam abordagens oriundas das mais diversas disciplinas, em particular da Antropologia, do Direito, da Psicologia e da Sociologia.

A reinvenção do corpo: sexualidade e gênero na experiência transexual


Versão de sua tese de doutorado, defendida no Programa de Pós-Graduação de Sociologia da Universidade de Brasília/UnB, A reinvenção do corpo: sexualidade e gênero na experiência transexual, da socióloga Berenice Bento, enfoca a transexualidade como objeto de uma reflexão propositadamente provocativa: Qual é a capacidade do sujeito de subverter normas de gênero?

Novas Famílias: conjugalidade homossexual no Brasil contemporâneo


No primeiro capítulo, o autor trata da diversidade familiar na contemporaneidade e coloca em cena as “novas famílias”. Os três capítulos seguintes enfocam o Projeto de Lei, da sua criação às discussões no plenário, dando ênfase especial à participação da sociedade civil na Comissão Especial.

Toda feita: o corpo e o gênero das travestis


O livro “Toda feita”, do antropólogo Marcos Benedetti, doutorando e pesquisador do NUPACS/UFRGS, trata das recentes transformações no universo social das travestis. O autor analisa os principais processos criados e experimentados pelas travestis para viabilizar o projeto de ser mulher, abordando a fabricação do feminino no corpo. “O corpo das travestis é, sobretudo, uma linguagem; é no corpo e por meio dele que os significados do feminino e do masculino se concretizam e conferem à pessoa suas qualidades sociais. É no corpo que as travestis se produzem enquanto sujeitos”, diz Benedetti.

Sopa de letrinhas?


Resultado de uma dissertação de mestrado em Antropologia Social defendida na Unicamp, em 2002, o livro "Sopa de Letrinhas? Movimento homossexual e produção de identidades coletivas nos anos 90", de Regina Facchini, reconstitui a trajetória do movimento homossexual no Brasil, sobretudo de meados dos anos 80, buscando situar este movimento no interior das abordagens teóricas sobre movimentos sociais e terceiro setor.

Dois é par: gênero e identidade sexual em contexto igualitário


O livro Dois é par: gênero e identidade sexual em contexto igualitário, da antropóloga Maria Luíza Heilborn, coloca em foco a experiência de conjugalidade em uma perspectiva comparativa, enfocando tanto casais heterossexuais como casais homossexuais. Tratando das articulações entre igualitarismo, gênero e identidade sexual a autora busca salientar diferentes arranjos conjugais - ou padrões de conjugalidade - observáveis entre casais heterossexuais e homossexuais masculinos e femininos. O livro é parte da série Homossexualidade e Cultura.

O homossexual visto por entendidos


O livro O homossexual visto por entendidos, da antropóloga Carmem Dora Guimarães se tornou um clássico nos estudos sobre homossexualidade em sua primeira versão: a tese de mestrado defendida pela autora na década de 70, no Museu Nacional. Trata-se de estudo pioneiro que investiga os dilemas de constituição das identidades em um certo segmento da população homossexual masculina que vivia no Rio de Janeiro dos anos 60 e 70. O livro é parte da série Homossexualidade e cultura.


Sexualidad y Género en la Ciencias Sociales [+]

Sexualidade adolescente como direito? A visão de formuladores de políticas públicas


A partir de discursos de representantes de Conselhos de Direitos da Criança e do Adolescente, a psicóloga e doutora em Medicina Social Vanessa Leite levanta a questão: se crianças e adolescentes devem ser tratados como sujeitos de direitos e se o exercício da sexualidade vem se configurando como parte dos direitos humanos, a que sexualidade, afinal, tais sujeitos teriam direito?

A mulher no corpo: uma análise cultural da reprodução


A antropóloga Emily Martin, autora de A mulher no corpo: uma análise cultural da reprodução, relata que uma das motivações que a levou a escrever o livro era a perspectiva de sensibilizar não só a comunidade científica, mas também o público em geral, a respeito do que seja uma análise feminista da ciência. “Esperava influenciar a auto-percepção das mulheres a respeito de menstruação, menopausa, gravidez e parto”, diz ela.

Uma interpretação do desejo: ensaios sobre o estudo da sexualidade


Uma Interpretação do Desejo oferece uma coleção abrangente de grandes ensaios do sociólogo John Gagnon, uma das figuras de proa e mais inspiradoras das pesquisas sobre sexualidade. Abarcando seu trabalho desde a década de 1970, quando ele continuou a explorar a idéia de que a sexualidade é mediada por processos e categorias sociais – com isso preparando terreno para Foucault –, e estendendo-se até sua transição para as questões do desejo, durante a década de 1990, estes ensaios representam uma introdução essencial ao estudo da sexualidade no século XX.


Sexualidad en Debate [+]

Entre Mulheres


Lançado pelo CLAM e pela EdUERJ, o livro “Entre Mulheres”, da antropóloga Nádia Meinerz, analisa como mulheres lésbicas de Porto Alegre se relacionam entre si e constroem suas identidades sociais e sexuais. Leia texto do coordenador da ABIA, Veriano Terto, sobre a obra.

Movimentos sociais, educação e sexualidade


A coletânea “Movimentos sociais, educação e sexualidade” traz à tona discussões interdisciplinares ligadas à educação, às sexualidades e aos movimentos sociais. Os textos se estruturam em torno de quatro eixos: homossexualidades, sexualidades em interface com as teorias, os movimentos sociais e a educação. O livro mostra o diálogo possível entre os movimentos sociais e a academia em artigos que discutem questões caras aos movimentos GLBTT, feminista e negro.

Sexualidade, família e ethos religioso


Os ensaios apresentados em “Sexualidade, família e ethos religioso” iluminam, sob diferentes perspectivas, as possibilidades de articulação entre três importantes esferas da vida social. “Nas últimas décadas do século XX e início do XXI, vivemos transformações significativas nas configurações familiares, nas relações intergeracionais e na sexualidade, as quais influenciam sobremaneira a compreensão das etapas da vida”, observam os antropólogos Maria Luiza Heilborn, Luiz Fernando Dias Duarte, Clarice Peixoto e Myriam Lins de Barros, organizadores do livro.

Novas Legalidades e Democratização da Vida Social


A publicação reúne trabalhos apresentados durante seminário acontecido em Recife, em 2003, numa parceria do CLAM com o SOS Corpo – Instituto Feminista para a democracia. O título de seminário e livro – Novas Legalidades – é, nas palavras do antropólogo Sérgio Carrara e da psicóloga Anna Paula Uziel, que assinam a apresentação da obra, propositadamente provocativo, já que a publicação privilegia, dentro de um leque possível de temas, assuntos como o aborto e a parceria civil entre pessoas do mesmo sexo.

Religião e sexualidade


Religião e sexualidade: convicções e responsabilidades. O livro mostra como diferentes religiões lidam com o tema da sexualidade na sociedade contemporânea e como importantes bandeiras da luta pelos direitos sexuais, como a união civil entre pessoas do mesmo sexo e o direito ao aborto, são contempladas por certas crenças religiosas.

Sexualidade e saberes: convenções e fronteiras


Organizado por Adriana Piscitelli, Maria Filomena Gregori e Sergio Carrara, Sexualidades e saberes: convenções e fronteiras discute as negociações em torno da 'normalização' de práticas sexuais, que foram objeto de intensa rejeição no passado.

Saberes, culturas y derechos sexuales en Colombia


Saberes, culturas y derechos sexuales en Colombia lleva a un público más amplio el debate que vienen desarrollando en Colombia investigadores, militantes políticos, responsables y ejecutores de políticas públicas en materia de sexualidad y derechos sexuales y reproductivos. Identifica hallazgos y lagunas en torno a estos temas para construir un referente común sobre la sexualidad como construcción sociocultural e histórica y objeto de regulación pública.



Colección
DOC

Derechos y políticas sexuales [+]

Política, derechos, violencia y sexualidad: Marcha Orgullo y Diversidad Sexual Ciudad de México 2008


Este libro presenta los resultados de una investigación cuantitativa que ofrece los perfiles sociales y políticos de los y las participantes de la marcha celebrada en junio de 2008 en la capital mexicana y mapea los patrones de violencia y discriminación que afectan a lesbianas, gays, travestis, transexuales y bisexuales.

Derechos, Política, Violencia y Diversidad Sexual. Segunda Encuesta. Santiago de Chile 2011.


Este volumen presenta los resultados de la investigación realizada por la Universidad Católica del Norte (UCN) y el Movimiento por la Diversidad Sexual (MUMS) con el apoyo del CLAM, que indagó las formas de violencia y discriminación a las cuales están expuestas las personas LGBT.

Política, sexualidades y derechos. Primera Encuesta. Marcha del Orgullo y la Diversidad Córdoba 2010


El volumen presenta los resultados de la investigación que indagó la violencia cotidiana que enfrentan lesbianas, gays, bisexuales y trans por prejuicios sexuales y de género, los ámbitos sociales donde experimentan discriminación, los mecanismos de denuncia a los que acuden, así como distintos aspectos relacionados con la participación política de este sector.

Encuesta LGBT: Sexualidad y Derechos. Participantes de la Marcha de la Ciudadanía LGBT de Bogotá 2007


Este libro reúne los resultados de la Encuesta LGBT - Sexualidad y Derechos aplicada entre las personas participantes de la Marcha por la Ciudadanía LGBT de Bogotá el 1 de Julio de 2007.

Política, Derechos, Violencia y Diversidad Sexual. Primera Encuesta. Santiago de Chile 2007


Resultado de una iniciativa del CLAM en colaboración con investigadores de la Universidad Católica del Norte y activistas del Movimiento Unificado de Minorías Sexuales (MUMS).

Sexualidades, Política y Violencia. Marcha del Orgullo GLTTBI de Buenos Aires 2005, Segunda Encuesta


Investigadoras e investigadores del Grupo de Estudios sobre Sexualidades -GES-, del Instituto de Investigaciones Gino Germani de la Universidad de Buenos Aires, llevaron adelante esta encuesta con el objeto de conocer las experiencias y opiniones de las y los participantes de la Marcha del Orgullo GLTTBI de Buenos Aires. La actividad es parte del proyecto de investigación que el CLAM viene promoviendo a partir de la primera encuesta realizada en Rio de Janeiro en 2003.

Sociabilidad, Política, Violencia y Derechos - La Marcha del Orgullo GLTTB de Buenos Aires 2004


Realizado por pesquisadores do Instituto Gino Germani, Faculdade de Ciências Sociais, Universidade de Buenos Aires (IGG/FSOC/UBA) e da Área Queer, Laboratório de Políticas Públicas (LPP), com apoio do CLAM.

Política, Direitos, Violência e Homossexualidade. Pesquisa 5ª Parada da Diversidade Pernambuco 2006


Realizado em parceria com o Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (Cesec) da Universidade Cândido Mendes, com o Instituto Papai e o Núcleo de Pesquisas em Gênero e Masculinidades da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Política, Direitos, Violência e Homossexualidade. Pesquisa 9ª Parada do Orgulho GLBT São Paulo 2005


Realizado em parceria com o Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (Cesec) da Universidade Cândido Mendes, com a Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo, com o Núcleo de Estudos de Gênero - Pagu (Unicamp) e com o Departamento de Antropologia da USP.

Política, Direitos, Violência e Homossexualidade. Pesquisa 9ª Parada do Orgulho GLBT Rio 2004


Realizado em parceria com o Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (Cesec) da Universidade Cândido Mendes e com o Grupo de Conscientização Homossexual Arco–Íris (GAI).

Política, Direitos, Violência e Homossexualidade. Pesquisa 8ª Parada do Orgulho GLBT Rio 2003


Realizado em parceria com o Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (Cesec) da Universidade Cândido Mendes e com o Grupo de Conscientização Homossexual Arco–Íris (GAI).

Panorama sobre derechos sexuales y reproductivos y políticas públicas en Colombia


Este libro brinda un panorama sobre el estado actual de los derechos sexuales y reproductivos en Colombia a la luz de las normas jurídicas y las políticas públicas que regulan la sexualidad y la reproducción de la población colombiana. Toma como marco cronológico la vigencia de la actual Constitución Política de ese país (1991), que generó un cambio normativo significativo en lo relativo a la comprensión de la ciudadanía, los derechos y las formas de actuar e incidir en la gestión y conformación de lo público en Colombia.

Perú: Políticas en Sexualidad


Este libro presenta un panorama general sobre las leyes, jurisprudencia y políticas públicas en sexualidad en el Perú actual. Además de analizar la legislación y las acciones gubernamentales, el estudio aborda discursos, propuestas y demandas surgidas de diversos colectivos y actores.

Chile: Panorama de sexualidad y derechos humanos en América Latina


Este documento pone al día la situación de los derechos en el ámbito de la sexualidad y sus consecuencias en Chile, haciendo visibles los desafíos pendientes, en un escenario altamente complejo, que revela hasta qué punto los cuerpos y las sexualidades son un terreno de disputa ideológica y política.

Argentina, Derechos humanos y sexualidad


Panorama de la relación entre sexualidad y derechos humanos en Argentina desde 1983, a través de la descripción de las leyes, jurisprudencia, del sistema político y del escenario social

Direitos e políticas sexuais no Brasil - o panorama atual


Aborda a legislação e ações governamentais referentes à expressão da sexualidade, à regulação das relações sexuais e à gestão pública de fenômenos como a reprodução e as DSTs no Brasil.

Para um direito democrático


Este documento preparado pelo Juiz Federal Roger Raupp Rios tem como objetivos realizar uma reflexão sobre os direitos sexuais a partir do enfoque jurídico brasileiro e colaborar para o avanço do debate jurídico acerca da sexualidade na perspectiva dos direitos humanos.


Cultura y comportamientos sexuales [+]

Saberes sobre la sexualidad [+]

Sexologías nacionales, entre vanguardia y tradición


Ya está disponible para descarga el libro Sexualidad, Ciencia y Profesión en Colombia, nuevo fruto de la investigación promovida por el CLAM en varios países. Sus autores, Ángela Facundo y Mauro Brigeiro, señalan la impronta innovadora de la disciplina, al plantear la democratización del placer sexual.

La formación de un campo de estudios: Estado del arte sobre sexualidad en México, 1996 - 2008


El libro presenta un balance del conocimiento acumulado sobre la sexualidad en disciplinas provenientes de las ciencias sociales y humanas y también de áreas interdisciplinarias como los estudios de población y del campo de la salud pública en México.

La investigación sobre sexualidad en Colombia (1990-2004): Balance bibliográfico


Este documento ofrece un balance del conocimiento acumulado sobre la sexualidad en el ámbito de diversas disciplinas que han aportado a la construcción de esta temática como objeto de investigación en Colombia.

Sexualidade e comportamento sexual no Brasil: dados e pesquisas


“Sexualidade e comportamento sexual no Brasil: dados e pesquisas”, de Laura Moutinho, Sérgio Carrara e Silvia Aguião, apresenta o mapeamento de pesquisas e bancos de dados produzidos no Brasil sobre violência de gênero, saúde sexual e reprodutiva, e DST/Aids.

Estado del arte: investigación sobre sexualidad y derechos en la Argentina 1990 - 2002


Por Monica Gogna. Este libro presenta un balance del conocimiento acumulado sobre la sexualidad en el ámbito de diversas ciencias que se han dedicado al tema en la Argentina, tales como la sexología, la psicología clínica, el psicoanálisis, el derecho y las ciencias sociales.

Estado del Arte. Investigación sobre Sexualidad y Derechos Sexuales en Chile (1990-2002)


Esta publicación registra una década de orientaciones teóricas y empíricas de las ciencias sociales, humanas, estudios culturales e investigaciones desde las ciencias biomédicas en ese país. Forma parte de una serie de documentos que plantean una revisión crítica sobre los estudios de sexualidad y derechos sexuales en la región.

A pesquisa sobre sexualidade e direitos sexuais no Brasil (1990-2002): revisão crítica


O documento apresenta um balanço do conhecimento acumulado sobre sexualidade no âmbito das Ciências Sociais no Brasil entre 1990 e 2002.

Sexualidad, Ciencia y Profesión en América Latina: Argentina, Brasil, Chile, Colombia, México y Perú


El objetivo de esta investigación es mapear el campo profesional de la sexología en seis países de América Latina: Argentina, Brasil, Chile, Colombia, México y Perú, en el marco de la llamada ‘medicalización de la sexualidad’.



Other titles
All titles [+]

Princípios de Yogyakarta


Os Princípios de Yogyakarta são um importante recurso sobre como aplicar a
legislação internacional de direitos humanos às questões relacionadas à
orientação sexual e identidade de gênero. Os Princípios ratificam os padrões
legais internacionais que os Estados têm que cumprir. Faça o download do documento.

Programa Brasil sem Homofobia


Lançado em 2004, o Programa de Combate à Violência e à Discriminação contra GLTB e de Promoção da Cidadania Homossexual é resultado de uma parceria entre o Governo e a sociedade civil organizada. O Programa foi organizado pela Secretaria Especial de Direitos Humanos e prevê uma série de ações nas áreas da saúde, segurança pública, trabalho, educação e cidadania.

Aborto e Religião nos Tribunais Brasileiros


O livro “Aborto e Religião nos Tribunais Brasileiros” mostra como o aborto ainda causa tensões em membros do poder Judiciário.

Declaração Universal dos Direitos Humanos


A Declaração Universal dos Direitos Humanos é um documento adotado pela Assembléia Geral das Nações Unidas de 1948, no qual os Estados membros se comprometem a garantir direitos e liberdades fundamentais.

Sociologia da família contemporânea


Um duplo movimento caracteriza a vida privada nas sociedades contemporâneas: de um lado, uma diminuição dos laços de dependência entre as gerações e entre os sexos em prol de uma qualidade melhor das relações; de ouro, em aumento das intervenções do Estado e da sociedade pela mediação da escola, das políticas familiares e sociais e dos saberes psicológicos. A personalização das relações entre cônjuges e entre pais e filhos caminha junto com uma socialização da vida privada. Este livro, que integra a Série Família, Geração e Cultura, propõe uma reflexão teórica que permite entender as transformações no seio da família moderna.

O casal grávido - disposições e dilemas da parceria igualitária


Este livro trata de um fenômeno conhecido como 'casal grávido', nome sugestivo de uma visão de tornar comum ao homem e à mulher a experiência de preparar a chegada de uma criança. Mais que um modismo, o tema revela as transformações profundas pelas quais passou a concepção de casal nas camadas médias, em particular com a expectativa de reduzir diferenças de gênero e aproximar o homem do universo feminino. Tania Salem analisa de modo surpreendente os sonhos do igualitarismo.

Família e sexualidade


As relações entre família e sexualidade vêm passando por transformações profundas nas últimas décadas. Quatro textos analisam o que realmente mudou - e o que não mudou - no sexo e na família na última década: a visão de homens das classes populares sobre sexualidade e gênero; a iniciação sexual e afetiva dos jovens; o surgimento da família homossexual; e as normas das condutas sexuais.

Chile: Panorama de sexualidad y derechos humanos en América Latina


Este documento pone al día la situación de los derechos en el ámbito de la sexualidad y sus consecuencias en Chile, haciendo visibles los desafíos pendientes, en un escenario altamente complejo, que revela hasta qué punto los cuerpos y las sexualidades son un terreno de disputa ideológica y política.

Para hombre ya estoy yo


El libro Para hombre ya estoy yo: masculinidades y socialización lésbica en un bar del centro de Río de Janeiro es parte de la colección Serie Etnográfica, editada conjuntamente por el Centro de Antropología Social del Instituto de Desarrollo Económico y Social (CAS-IDES) y la Editorial Antropofagia.

O Aprendizado da sexualidade: reprodução e trajetórias sociais de jovens brasileiros


A pesquisa de que trata O aprendizado da sexualidade descreve as características sociais e demográficas da juventude e investiga seus nexos com as diferentes trajetórias de entrada na sexualidade e com possíveis eventos reprodutivos – a tão discutida gravidez adolescente. Em relação ao fenômeno, os autores dos artigos que abordam a temática, buscam desmontar a idéia de “caos” que permeia a discussão. “A ocorrência da gravidez na adolescência deve ser compreendida subordinada ao fenômeno mais amplo das mudanças na sexualidade juvenil, das relações de gênero a elas inerentes e das mudanças nas relações intergeracionais”, afirmam os organizadores da coletânea.

Sociologia da sexualidade


'A sociologia da sexualidade não existe' - assim começa este livro. Objeto de estudos médicos e psicológicos e de representações artísticas e midiáticas, a sexualidade humana, no entanto, não é um dado da natureza - ela é construída socialmente pelo contexto cultural e tem papel importante na legitimação da ordem entre os sexos e entre as gerações. Daí a importância desta abordagem sociológica, com a qual Michel Bozon procura organizar as mais diversas visões da sexualidade humana.

Hacia una agenda sobre Sexualidad y Derechos Humanos en Chile


El libro reúne las ponencias y los resultados de trabajos de grupo del Seminario-Taller "Hacia una agenda sobre sexualidad y derechos humanos". Esta reunión fue organizada por FLACSO-Chile por encargo del Centro Latinoamericano de Sexualidad y Derechos Humanos del Centro de la Mujer Peruana Flora Tristán.

Locas, chongos y gays


Esta etnografía del ambiente gay rosarino en la época de la apertura democrática pone en cuestión la idea corriente de lo gay como una "cultura sexual". A lo largo del libro se va tornando nítido que lo que es negociado en la sociabilidad homosexual son identidades sociales de un alcance bastante mayor que el determinado por clasificaciones de índole sexual.

Tributo a Vênus: a luta contra a sífilis no Brasil, da passagem do século aos anos 40


Eis uma obra “boa para pensar” como, em nossas sociedades, relacionam-se ciência, sexo e política.

Crime e loucura - o aparecimento do manicômio judiciário na passagem do século


O livro Crime e Loucura apresenta o mundo social do manicômio judiciário e sua ambivalência entre hospital e prisão.

Reconciling work and family: Issues and policies in Brazil (2004), Conditions of Work and Employment Series No. 8


Although there is a considerable and growing literature on the reconciliation of work and family life in many western and industrialized countries, little literature is available on how these issues are addressed in developing or middle-income countries.

Razão, 'cor' e desejo


Em Razão, Cor e Desejo, a antropóloga Laura Moutinho, pesquisadora do CLAM e professora do IMS/UERJ, aborda a questão das relações raciais e sexuais no Brasil. Disponível na Livraria Cultura.

Sexualidade: o olhar das ciências sociais


Organizado pela antropóloga Maria Luiza Heilborn, editado pela Jorge Zahar Editor em 1999, esse volume demonstra como a sexualidade é, em grande medida, condicionada pelas práticas sociais. Disponível para compra na Livraria Cultura.

Construções da Sexualidade


Construções da Sexualidade é organizado por Anna Paula Uziel, Luis Felipe Rios e Richard Parker e traz o resultado do seminário 'Identidades, Subjetividades e Culturas Sexuais: reconstruindo a sexualidade em tempos de Aids'. Disponível na Livraria Cultura.

Em busca da boa morte


Uma investigação sócio-antropológica sobre cuidados paliativos.

A Arte de Enganar a Natureza: contracepção, aborto e infanticídio no início do século XX


A Arte de Enganar a Natureza é um ótimo título para um belo e revelador trabalho sobre os inúmeros e diversos embates morais, políticos, médicos e jurídicos em torno das idéias, representações e práticas de controle da natalidade no Brasil da primeira metade do século XX.

O Mundo Psi no Brasil


Uma breve história da formação das profissões "psi" no Brasil, este livro acompanha o surgimento da psiquiatria, da psicologia e da psicanálise entre nós.

IMS/UERJ - R. São Francisco Xavier, 524, 6º Andar, BL. E - 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Tel.: (21) 2568-0599